segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Tatuagens

"Esta é sobre as marcas que nós deixamos uns nos outros, que eu acho que são um espécie de tatuagens de outra maneira". Mafalda Veiga


Em cada gesto perdido

Tu és igual a mim

Em cada ferida que sara

Escondida do mundo

Eu sou igual a ti



Fazes pinturas de guerra

Que eu não sei apagar

Pintas o sol da cor da terra

E a lua da cor do mar



Em cada grito da alma

Eu sou igual a ti

De cada vez que um olhar

Te alucina e te prende

Tu és igual a mim



Fazes pinturas de sonhos

Pintas o sol na minha mão

E és mistura de vento e lama

Entre os luares perdidos no chão



Em cada noite sem rumo

Tu és igual a mim

De cada vez que procuro

Preciso um abrigo

Eu sou igual a ti



Faço pinturas de guerra

Que eu não sei apagar

E pinto a lua da cor da terra

E o sol da cor do mar



Em cada grito afundado

Eu sou igual a ti

De cada vez que a tremura

Desata o desejo

Tu és igual a mim



Faço pinturas de sonhos

E pinto a lua na tua mão

Misturo o vento e a lama

Piso os luares perdidos no chão

2 comentários:

APO (Bem-Trapilho) disse...

penso que o Miguel já nao trabalha aí há algum tempo. agora me lembro de o teur ouvido dizer que estava na camara de Sesimbra a gora. :)
bjinhos

Eliane Jacira Ramos Brasil disse...

ola linda...
desde já, quero agradecer em meu nome e em nome da Carla o facto de quereres ajudar no desafio de natal.
Não sei é se queres entrar directamente em contacto com ela para lhe enviares as coisas ou se queres tratar disso comigo.
Como vocês estão no continente, talvez seja mais fácil trocarem directamente as coisas entre voces, julgo eu..
beijinho e tnks*

Boas Festas

Boas Festas
inamora deseja a todos os visitantes um Feliz Natal e um Fantástico Ano de 2010